Se gostou, compartilhe!

O Festival de Cannes em 1992 premiou a agência de publicidade McCann que troxe 10 leões de Ouro para o Brasil. Isso mesmo! À frente desta grande agência estava o brasileiro Marcio Moreira que definiu o sucesso pelo seu estilo de ser: um líder criativo.

Segundo o seu próprio manual era necessário seguir cinco passos:

· Manter a mão na massa: não deixar de realizar ou comandar aquelas atividades em que é realmente bom

· Buscar opiniões e não votos: em vez de consenso, ele dizia ser importante respeitar a opinião da equipe.

· Contratar devagar e demitir rápido: necessidade de ganhar tempo para conhecer o profissional que fará parte de sua equipe e, se a parceria não fosse tornar o trabalho mais produtivo, deveria tomar uma decisão rápida

· Seguir em frente até que lhe parem: não esperar ordens superiores para tomar iniciativa

· Linha de chegada: não se dar por satisfeito, pois, sempre existe uma idéia, uma tarefa, uma situação em que pode ser aprimorada e que exista algo a fazer, pois, para a criatividade não existe linha de chegada.

Independente de se tratar de uma agência de publicidade, todos estes passos podem ser seguidos tranquilamente no cotidiano de pequenas e grandes empresas, trabalhos filantrópicos e institucionais, sociais e familiares. Para melhor compreensão é necessário entender o mecanismo cognitivo que está por detrás destes passos.

Ao se dizer que é necessário ‘manter a mão na massa’ está se dizendo que é necessário respeitar a si mesmo, o seu talento e não se sabotar. Para isso é necessário reconhecer as forças e fraquezas, limites e limitações, e, entender qual o seu lugar (ser gerente ou telefonista não implica que seja proibido se levantar e pegar o seu próprio ‘cafezinho’ – em empresas de cultura americana o serviço de copeira é quase inexistente, assim como pegar alguns minutos do dia e sair ‘batendo papo’ com os funcionários não é desmerecedor, pelo contrário, aciona um clima interno que proporciona uma melhor performance). Como dizia Peter Drucker é necessário descobrir para quê você não nasceu “não force sua natureza, adapte-se a ela e aprende a aprender.”

Ao ‘buscar opiniões e não votos’ está se permitindo o processo de brainstorm, reflexão baseada na diversidade de pensamentos e atitudes que irá impulsionar a criatividade de cada indivíduo (aluno, funcionário, parente dentre outros) proporcionando a escolha mais adequada.  Como se dizem nas aulas da faculdade de Direito “um bom acordo é aquele em que ambas as partes saem insatisfeitas”, pois, somente assim será prevalecido a verdadeira mediação de idéia.

‘Contratar devagar e despedir rápido’ está relacionado ao processo de flexibilização e de ponderação em que colocamos as atitudes da pessoa mediante uma situação e avaliamos o comportamento dela (e não a pessoa) em uma balança de prós e contras. Pois deve-se sempre buscar e ter integridade e apoiar-se em valores morais e éticos para tomar as decisões corretas.

‘Não esperar ordem dos outros’ está relacionado ao perfil de proatividade em que deve-se acreditar que o resultado é uma variável dependente mais de uma atitude individual em que se busca, planeja e enfrenta desafios e obstáculos, comprometendo-se a extrair o melhor da situação e aprimorar as investidas anteriores. Dessa forma a criatividade, um conceito com diversas definições, mas, considerado a forma pela qual a pessoa consegue ser original e apresentar novos meios para resolução de problemas, flexibilidade de produzir mediante a riqueza do processo de invenção e de imaginação, é acionada e assume a função de mola propulsora para o alcance e manutenção do sucesso.


Se gostou, compartilhe!